Dinossauros e o fim de uma Era

PODCAST : Dinossauros e o fim de uma Era
Tiranossauro Rex
Dinossauros – Tiranossauro Rex

Assim como H.G Wells em seu romance escrito em 1895, A Máquina do Tempo, proponho uma viagem ao mundo dos Dinossauros – que em grego significa “lagarto terrível” – mais especificamente para os últimos momentos desses seres que chegavam a 20 metros de altura.

Dinossauros
Dinossauros podiam chegar à 20metros de altura

Por volta de 66 milhões de anos atrás, um asteroide com dimensões gigantescas atinge o nosso planeta e varre esses temíveis seres da face da Terra, onde qualquer animal com dimensões superiores à de um cão, estaria fadado à morte.

Mas como isso aconteceu? Como um grupo animal que dominou a Terra por aproximadamente 167 milhões de anos desaparece como um estalar de dedos do Thanos?

Na verdade, não foi um estalar, mas uma longa noite que durou dois anos, pois a partir do momento do impacto, uma sequencia de eventos catastróficos, como uma cortina de fumaça por exemplo, tomou a atmosfera e impediu que o sol brilhasse, ou seja, sem luz e sem calor não existem plantas e sem plantas não há comida.

O Fim se Aproxima

A maioria dos animais eram herbívoros que comiam toneladas por dia e não tinham mais o que comer.

Predadores carnívoros, como o terrível Tiranossauro Rex, não tinham quem comer e toda uma cadeia alimentar se desintegra.

Tudo isso ocorre por causa de um asteroide com diâmetro de 10 a 15 km que atinge a península de Yucatan, no Golfo do México (Detalhe, tais asteroides podem chegar até 900 km de diâmetro).

Asteroides: Este filme do asteroide 2014 JO25 foi gerado usando dados de radar coletados pela antena deep space network de 70 metros de largura da NASA em Goldstone, Califórnia, em 19 de abril de 2017/Crédito: Wikimedia Commons

Um ponto importante e que deve ser lembrado, é que o nosso satélite amigo, a Lua, evitou muitos desses choques e carrega inúmeras cicatrizes, ou melhor crateras ,desses impactos, que podem variar sua visita em nossa atmosfera entre 500 mil à 10 milhões de anos.

Os asteroides se assemelham a bombas atômicas, só que cósmicas, isto é, são trilhões de toneladas de rochas viajando a uma velocidade que pode variar e chegar de 7200km/h, uma bola incandescente com uma temperatura de 19.500 graus Célsius.

A física explica: F=m.a, em outras palavras, massa vezes velocidade é igual a força, logo, o estrago este feito e uma cadência de eventos se inicia.

O Impacto

Em primeiro lugar, tudo que estava a um raio de 800 quilômetros por hora (km/h) do impacto morre assado vivo, as águas rasas do México evaporam instantaneamente e 333.000 quilômetros cúbicos (km³) da crosta terrestre explodem, sugando cada gota d’água da vegetação existente, e isso tudo, em apenas 5 segundos após o choque com a Terra.

Momento do Impacto: Crédito: <https://pt.erch2014.com/images/novosti-i-obshestvo/chiksulub-krater-na-poluostrove-yukatan-razmeri-proishozhdenie-istoriya-otkritiya_2.jpg> Acesso em 03. Nov. 2021

Uma onda de choque com a velocidade do som dissolve a pele e joga para o ar animais com 20 toneladas como se fossem simples bonecos.

Abalos sísmicos e vulcões são despertados. O asteroide se funde com o planeta.

Areia e rochas com tamanho de prédios são lançadas para cima, e uma chuva de fogo com 70 milhões de toneladas destroem tudo que veem pela frente a uma velocidade de 160 quilômetros por hora (km/h) a e até o momento, só se passaram 1 minuto e 48 segundos da colisão inicial.

O planeta está em choque, se passaram 44 minutos e terremotos, tsunamis com 90 metros de altura alcançam a Mongólia e a temperatura do globo chega aos 90 graus Celsius. ( ºC)

Uma nuvem de poeira e vidro se forma, tempestades de areia e sulfeto de hidrogênio poluem o ar, paralisando e sufocando as vítimas, era dado início a longa noite que durou 2 anos, onde 75% do que era vivo estava morto.

Era o fim dos dinossauros.

O Grande Fim dos Dinossauros

O que restou foi uma cratera que mede aproximadamente 180 quilômetros (km) de diâmetro, uma distância que pode ser comparada a viagem que parte da capital de São Paulo até a cidade de Piracicaba.

Em um mundo repleto de gigantes e répteis predadores, essa era a hora e a vez da minoria mamífera, frágeis criaturas, que até então, estavam fadadas a sombra emergirem para a dominância.

A ascensão dos mamíferos significa também a do homem dentro de uma escala de periodização.

Mas e se esse asteroide caísse hoje? O que aconteceria? Quem emergiria?

Os dinossauros dominaram o planeta por 167 milhões de anos e já se passaram 66 milhões desde a queda dos grandes lagartos.

A espécie humana já possui mais de 300 mil anos de existência e asteroides atingem a Terra entre 500 mil a 10 milhões de anos, algo que nos leva a questionar:

Quanto tempo ainda temos?

O que podemos fazer diferente antes que um grande mal assole a humanidade e a humanidade que existe em nós?

Para saber mais:

Youtube:

Série da BBC: Caminhando com Dinossauros

Chicxulub – cratera na península de Yucatán: Chicxulub – Chicxulub – cratera na península de Yucatán: dimensões, origem, história de descoberta (erch2014.com)