ERA UMA VEZ NO OESTE- 7º ARTE E CHUMBO TROCADO

Era uma vez no Oeste
Era uma vez no Oeste – Cartaz

Era uma vez no Oeste é uma aula de cinema e muito chumbo trocado. São inúmeros os motivos que fazem com que esse filme esteja no Hall dos clássicos do cinema. Esta na lista dos 100 melhores filmes de todos os tempos e de todas as pessoas amantes da 7º Arte.

Um filme que até hoje serve de referência para outros diretores e muitas vezes imitado e homenageado. Para quem assiste os filmes de Tarantino irá verificar inúmeras referências em suas obras.

Após a Trilogia de filmes com Clint Eastwood, a chamada trilogia dos dólares, Sergio Leone estava cansado de só fazer western spaghetti, estava em busca de outros gêneros, entretanto, o estúdio queria que fizesse mais um que no entanto tornou-se sua obra-prima Era uma vez no Oeste.

Prólogo

Era Uma Vez no Oeste
Era uma vez no Oeste: Bandidos não sabem o que os espera-Harmônica

Em Era uma Vez no Oeste, nosso ponto de partida é uma estação de trem e três homens a espera de algo ou alguém. Calmos, mas há uma tensão no ar. Barulho do telégrafo, pisar de botas, água no chapéu, som da mosca, trem chegando, armas engatilhadas e olhos inquietantes.

Surge Charles Bronson que toca sua gaita de boca como prenúncio de morte, aliás, ironicamente a personagem se chama Harmônica.

Prefácio

Charles Bronson vive o enigmático Harmônica

Inegavelmente o design de som é algo a parte a ser mencionado, como dito anteriormente, cada barulho, pisar de botas, a água…tudo orquestrado de forma magistral.

Como um maestro que conduz a sua orquestra, Leone orquestra cada mínimo detalhe em cena. Não é um western como os outros, isto é, não espere um “bangue-bangue” cheio de ação, mas sim um filme lento, subjetivo e existencialista com personagens que carregam segredos e uma sede de vingança.

Epílogo

Era uma vez no Oeste: Claudia Cardinale nas mãos do bandido Frank

Outro ponto é o elenco peso pesado encabeçado por Henry Fonda, vivendo o bandido Frank, Claudia Cardinale no auge de sua beleza vivendo a ex-prostituta que atrapalha os planos de Frank, seguido por Jason Robards e não menos importante, Charles Bronson no papel do memorável Harmônica.

FICHA TÉCNICA

Nome Original: Once Upon a Time in The West Ano:1968
Direção: Sergio Leone Elenco: Henry Fonda, Charles Bronson, Jason Robards, Claudia Cardinale
Roteirista: Sergio Donati, Sergio Leoni, Dario Argento e Bernardo Bertolucci. Cinematografia: Tonino Delli Colli
Edição: Nino Baragli Trilha Sonora: Ennio Morricone

TRAILER ORIGINAL DO FILME

Era uma vez no Oeste

Veja também: http://www.odapoltrona.com.br/2019/10/tres-homens-em-conflito/